fbpx

Muitas pessoas quando vão começar um negócio ficam com muito medo de falar sobre a sua ideia de negócio pra outras pessoas.

“Mas e se roubarem a minha ideia?”

Confesso: eu mesma já tive esse medo no início.

Afinal, somos empreendedores, e como tal, somos otimistas por natureza! E nossa ideia nos parece incrível, genial, maravilhosa. E que, naturalmente, qualquer pessoa que ouvir nossa ideia vai querer roubá-la.

O que acontece é que, por melhor que seja sua ideia… ela não é NADA.

Ideias são commodities. A execução, não.

Ou seja, uma ideia sozinha não vale nada. O que vale é a forma como essa ideia é executada.

E pra uma ideia ser executada com maestria, ela depende de uma série de fatores. Tem a visão inicial (que pode ser boa ou ruim). Tem a gestão. Tem as pessoas que estão por trás. O perfil do empreendedor (ou do time de empreendedores).

Vou dar um exemplo que eu amo e acho que vai deixar as coisas mais claras, que é a TAG Livros. Você conhece?

A TAG Livros é um clube de assinatura de livros. Eles selecionam um título todos os meses e mandam pra a casa dos assinantes.

E você pode estar penando: clube de livros, no Brasil? Mas ninguém lê! Isso não tem como dar certo!

Pois é, mas deu, e muito. Sabe por quê? Porque eles executaram com maestria a visão de negócios deles, com foco no cliente, com uma gestão muito bem feita, e prosperaram.

Alguém poderia roubar a ideia “clube de livros”. E daí? Ninguém roubaria a visão dos empreendedores e essa execução. Isso não se rouba.

Quer ver? Vamos pensar ao contrário. Pense que você ouviu uma ideia de negócios genial e pensou, “legal, vou roubar”. Na boa, é simples assim? Você vai ter que tirar esse negócio do chão, e depois fazer ele dar certo, e fazer ele ter a sua cara (que não vai ser a mesma de quem teve a ideia originalmente), fazer o negócio cair no gosto do público, fazer o negócio dar certo…

Mesmo que você roube a ideia e você e a outra pessoa executem a ideia. Ainda assim, podem ser negócios completamente diferentes – porque, afinal, o negócio É A EXECUÇÃO, E NÃO A IDEIA.

Não, não é tão simples assim roubar uma ideia de negócios.

Por outro lado…

Pra fazer um negócio dar certo, você vai precisar de muitas ideias. De insights. De habilidades que você não tem. Você tem pontos cegos, tem coisas que você não está vendo, que outras pessoas podem ajudar você a enxergar.

(e não estou falando do tio e da prima, estou falando de gente que tem negócios e que pode de fato contribuir)

Você tem muito a ganhar trocando com outros empreendedores, falando sobre sua ideia, trocando informações, ouvindo e crescendo com elas.

Você tem mais a ganhar do que a perder falando por aí da sua ideia de negócios.

Então perca esse medo. Ele é bobo, ele é infundado, ele não tem razão de existir. Ele só limita você, seu crescimento e sua evolução como empreendedora.

Grandes empreendedores trocam experiências e crescem juntos.

Então bora trocar ideias, crescer e trocar a mentalidade da escassez por uma mentalidade de abundância (falamos mais sobre isso aqui).

E se roubarem a minha ideia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.